WAWA CONSPI

Exegi monumentum aere perennius


To menu | To search


Donate

Oswald Mosley - Dez pontos do Fascismo

Various - Permalink - 484 reads

, 07:07

Oswald_Mosley_Dez_pontos_do_Fascismo.jpg


Oswald Mosley - Dez pontos do Fascismo


Prefácio, primeira edição no Brasil

A primeira metade do século XX é bem controversa em todo o globo. Nesse contexto, ganha espaço o marxismo, cuja doutrina não é cabível neste breve trecho, basta saber que os marxistas acreditam que a sua revolução se dará em um país altamente industrializado, apontam certos, em seus pensamentos, para a Inglaterra, berço da Revolução Industrial.
Com o advento da Primeira Guerra Mundial, “os trabalhadores não lutarão pelos interesses capitalistas dos grandes imperialismos”, dizem eles, marxistas; mas o chamado da terra, da nação, é mais forte que os laços de classe. Há ainda outra "surpresa", a revolução se dá, não no Império Britânico, mas, num país de maioria camponesa, a Rússia. Em todo esse caos, onde grandes capítulos da história se passam, está Oswald Mosley nos campos de batalha.

O Fascismo Britânico é importantíssimo para a história mundial, sim, pois representa o verdadeiro e sensato espírito britânico, este espírito, em cada grande momento da história da Grã-Bretanha como nação, tem sido, nas palavras de Mosley “o trabalho em equipe, o poder de unir e afundar os interesses individuais ao serviço da nação.”, frente a isto e, lembrando que a Grã-Bretanha representa um grande império de influencia global de relativa grande duração, compreender as lutas pela sua união, como povo e pela extinção das lutas de classes é importantíssimo e, a visão do Fascismo Britânico está ligada diretamente a isto.
Longe de estar aqui para dar julgamentos finais ao Nacionalismo Britânico expresso no Fascismo, estou aqui para dar uma prévia da necessidade de abertura e compreensão dos pensamentos da chamada terceira via, que, ao contrário do que muitos pregam, não é apenas um punhado de mimetismos demagógicos e sem sentido.
Os Dez Pontos do Fascismo, explanados por Oswald Mosley, não configuram a doutrina em si, mas sim, tem um ar de conteúdo programático, é uma abordagem breve, mas que demonstra boa parte do pensamento da União de Fascistas Britânicos deste momento histórico, sendo necessário seu estudo por qualquer um que, sem preconceitos de nomes, visualize as ideias em si e esteja em busca da verdade.
Fascismo é mais do que um argumentum ad hominem. Numa época em que a banalização da política é um fato cada vez mais consolidado, é trágico pensar na dimensão que este pensamento representa.

“Em dado momento é necessário que homens e partidos tenham a coragem de assumir a responsabilidade de fazer uma grande política”.
Benito Mussolini

Lucas Gustavo Boaventura Martins, 26 de Outubro de 2015





Blackshirt Sarabande Oratoria !



Oswald Mosley - 10 points of fascism

Oswald Mosley - PDF
Oswald Mosley - English
Oswald Mosley - My answer
Oswald Mosley - The greater Britain

William Joyce - Twilight over England

A. K. Chesterton - Oswald Mosley Portrait of a leader
A. K. Chesterton - Creed of a Fascist Revolutionary


You might also like

Sterling_Sill_The_laws_of_success.jpg

Sterling W. Sill - The laws of success

Sterling W. Sill - The laws of success 01 The Law 02 The Lawgiver 03 The Law of Abundance 04 The...

Continue reading

Giovanni_Boccaccio_Decameron.jpg

Giovanni Boccaccio - The Decameron

Giovanni Boccaccio - The Decameron The Decameron, subtitled Prince Galehaut, is a collection of...

Continue reading

Jung.jpg

Carl Jung on Identity, collective unconscious, and Racial Soul

Carl Jung on Identity, collective unconscious, and Racial Soul Carl Gustav Jung (July 26, 1875 –...

Continue reading

Jared_Taylor.jpg

Jared Taylor - Race differences in intelligence

Jared Taylor - Race differences in intelligence This video is about racial differences in IQ as the...

Continue reading

Charles Lindbergh's warning

Charles Lindbergh's warning Charles Augustus Lindbergh (February 4, 1902 – August 26, 1974) (aka...

Continue reading